Quem influenciou

A sociedade contemporânea de algum modo sente a necessidade de resgatar o conhecimento que os povos e as comunidades tradicionais tinham da agricultura e da alimentação, de modo que não se perca o que antes era passado de geração em geração. Esses povos e comunidades tradicionais são grupos que possuem culturas diferentes da cultura predominante na sociedade e se reconhecem como tal. Esses grupos organizam-se de forma distinta, ocupando e usando territórios e recursos naturais para manter sua cultura, tanto no que diz respeito à organização social quanto a religião, economia e ancestralidade. Na utilização de tais recursos, devem utilizar conhecimentos, inovações e práticas que foram criados dentro deles próprios e transmitidos oralmente e na prática cotidiana pela tradição. A comunidade tradicional trabalha nos moldes do desenvolvimento sustentável.

Além disso, outros fatores também têm influenciado a ascensão do movimento agroecológico, como o desequilíbrio da natureza (desflorestamento, diminuição da biodiversidade, erosão e perda da fertilidade dos solos, contaminação da água, dos animais silvestres), as péssimas condições dos trabalhadores rurais (injustiças sociais, doenças decorrentes do uso de agrotóxicos, etc.), e a concentração de terra nas mãos dos fazendeiros, ocasionando no êxodo de famílias de camponeses para os grandes centros urbanos, além da perda de traços culturais nos sistemas agroalimentar e nas relações sociais, entre outros. 

Para pensar

Qual a importância da agroecologia em termos sociais?

A agroecologia é, acima de tudo, considerada um movimento sociopolítico que visa promover a autonomia do agricultor, o resgate de identidades e raízes culturais, favorecendo a participação social e ...

VEJA MAIS

Possibilidades

Nosso Consumo

veja mais sobre o tema