Claudio Naranjo: egoísmo, educação e liberdade

O psiquiatra chileno afirma que o ensino deve permitir o diálogo genuíno entre professores e alunos

O psiquiatra chileno indicado ao Prêmio Nobel da Paz, Claudio Naranjo, fala sobre a diferença entre amor próprio e egoísmo. Naranjo também reforça a urgência de uma mudança na educação. Para ele, o ensino deve permitir o diálogo genuíno entre professores e alunos.

Veja também
Claudio Naranjo e os desafios para uma nova educação

Créditos

Reportagem: Marina Fontanelli
Câmera: Marcella Sneider e Sandra Adami
Edição e finalização: Luiz Mendes e Luiza Marques