Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Maçã: fonte de vitaminas e ótima para a saúde bucal

Além de ajudar a remover a placa bacteriana, a fruta evita o mau colesterol e reduz os problemas respiratórios

Alexas_Fotos / Pixabay / CC0 Creative Commons

Por ser muito saborosa, a maçã pode ser consumida in natura, saladas de frutas, bebidas e pratos agridoces

Companheira para todas as horas, a maçã (Malus domestica) é uma das frutas mais consumidas no Brasil, só perde para a laranja e a banana. É uma opção deliciosa para quando bate aquela fome entre as refeições. Leve e cheia de benefícios, a maçã, especificamente a fuji, é mais encontrada nos meses de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro, segundo a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Nativa da Ásia, a cultura da maçã no Brasil cresceu a partir da década de 1960, o que deixou o país, segundo dados de 2012 da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em 12º no ranking mundial na produção dessa fruta. China, Estados Unidos e Turquia lideram a lista. As variedades mais cultivadas no Brasil são a Gala e a Fuji. As duas não divergem em relação ao seu valor nutricional, porém cada uma tem o seu sabor característico.

Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná lideram a produção de maçã no Brasil. De acordo com a Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM), "o cultivo da maçã se adaptou bem a esses locais por conta da amplitude de temperatura durante o dia e a noite".

Seja in natura ou em sobremesas, a maçã é muito utilizada na culinária. Com ela podem-se fazer tortas doces, sucos, molhos, saladas de frutas e agridoces e pratos como purê e arroz. Mas não para por aí, além de satisfazer o organismo, a fruta pode ser usada na área da beleza. O vinagre de maçã, por exemplo, proporciona brilho e maciez aos cabelos. Já na pele o líquido tem efeito antioxidante, hidratante e adstringente.

Maçã ilustraçãoBenefícios

A maçã é fonte de vitamina A, essencial para o bom funcionamento da visão; vitamina C, que ajuda na produção de colágeno e elastina; vitamina E, que combate o envelhecimento precoce das células; e vitaminas do complexo B, como a B6, a qual é importante na produção de glóbulos vermelhos e mantém saudável o metabolismo do corpo. Todas essas substâncias possuem ação antioxidante, ou seja, protegem o organismo das ações dos radicais livres.

“A maçã é rica em fibras, pouco calórica e contém antioxidantes. A pectina é a principal fibra presente na maçã, ela ajuda na redução de doenças cardiovasculares”, comenta a nutricionista Maiara Fidalgo. Se consumida com a casca, a maçã dobra os seus benefícios, pois a maioria das substâncias se encontram nessa área. Porém, opte por alimentos orgânicos, já que a maioria dos produtos encontrados em feiras e mercados possuem agrotóxicos.

A ingestão diária da maçã previne séries de problemas respiratórios por conta do alto teor de flavonoides presentes na fruta, segundo um estudo realizado no Reino Unido. Sua ação antioxidante não só diminui os riscos de doenças degenerativas e o mau colesterol, como também reduz males como a asma e protege os pulmões da fumaça e poluição, se consumida todos os dias.

Entre os diversos benefícios, a maçã é ótima para a higiene bucal. Segundo a nutricionista, a mastigação da fruta aumenta a quantidade de saliva e estimula as gengivas. Essas ações diminuem o número de bactérias na boca. O fato da fruta ter consistência mais dura, auxilia na remoção de restos de alimentos e da placa bacteriana. Mas, é importante lembrar que, apesar da ação de limpeza, o uso da maçã é um complemento e a pasta de dente e o fio dental são cruciais para manter a boca saudável.

As propriedades da maçã podem ser obtidas tanto na ingestão in natura, como em sucos e chás. O indicado é consumir a bebida assim que ficar pronta, para não perder suas vitaminas. “Em geral, todos podem consumir maçãs. O meu conselho é buscar um nutricionista para uma avaliação individualizada”, completa Fidalgo. Tudo o que é demais prejudica a saúde, o ideal é ingerir três frutas diferentes ao dia.

Fotos: Jacob Sturm;  Apple and Pear Australia Ltd / Flickr / Creative Commons