Fundamentos

Propriedade privada e luta de classes: É com o pensamento marxista que nasce a ideia de comunismo. Os dois pilares que sustentam a ideia de comunismo são a abolição da propriedade privada e o fim da divisão social de classes entre burgueses e proletários.

Os problemas das forças produtivas: Segundo Marx, a formação social e as forças produtivas juntas resultam da forma como as lutas sociais agem sobre a natureza. Como a sociedade é o complexo desse processo, ela é sujeita a múltiplas determinações. A formação social é sempre transitória e histórica, como movimento, e nesse processo é que se pode pensar que a liberdade é possível.

Materialismo histórico: A história é tida por Marx pela sua dialética materialista. O real é concebido como um processo histórico que rege os movimentos da sociedade. E a dialética de Marx, em sua concepção materialista e histórica, é o modo possível de pensar essa realidade, unindo o empírico e o racional enquanto economia e produção de força de trabalho.

Teoria do valor e do capital: O capital pode ser entendido como aquilo que permite o crescimento do lucro e do poder do seu proprietário. Ele é o economicamente útil.

Para pensar

Marx pensa o comunismo como a liberdade plena. Mas como seria possível unir de forma igualmente plena os interesses individuais e coletivos no comunismo?

O grande problema teórico é a concepção sobre o que seria a natureza humana. Se para o marxismo não há uma essência transcendente e a-histórica sobre a liberdade humana, o que permite contrapor a ca...

VEJA MAIS

Possibilidades

veja mais sobre o tema