Origem do nome

É um neologismo a partir da filologia da palavra existentialis (existencial). Pode ser desmembrada da seguinte maneira:

1. Através do prefixo ex (o que é exterior); o verbo sistere (o que toma uma posição); e o sufixo -encia (entia: que significa a qualidade de um agente).

2. O sufixo ismo, que indica o caráter de ser uma doutrina ou sistema. No entanto, talvez não faça sentido falar que exista um dogma para as filosofias existenciais. Elas costumam negar a ideia de sistema filosófico, e colocam em primeiro lugar a subjetividade do indivíduo singular.

Para pensar

É possível ser original hoje?

É interessante observar o jogo de forças entre a sociedade em um processo sistemático de organização e o indivíduo. A configuração dessa estrutura induz a um controle ou uniformização de gostos...

VEJA MAIS

Possibilidades

veja mais sobre o tema