Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Estímulos para o sistema nervoso

Massagem em pontos localizados nos pés contribui para regular nosso organismo como um todo

massagenerds / Pixabay / CC0 Creative Commons

Segundo Guyton & Hall3, o sistema nervoso central contém mais de 100 bilhões de neurônios, que recebem informações diárias através de nossas experiências sensoriais. Estas, por sua vez, podem provocar uma reação imediata ou se armazenar no cérebro, sob a forma de memória, por minutos, semanas ou anos, e futuramente determinar reações no organismo.

O sistema nervoso humano é o mais complexo entre os animais. Sua função básica é receber informações sobre as variações externas e internas e produzir respostas a essas variações através de músculos, glândulas, órgãos, tendões e articulações2. Dessa forma, ele contribui, juntamente com outros sistemas do corpo, para o equilíbrio do organismo.

A Metafísica da Saúde7 diz que o sistema nervoso é um receptor e emissor de sinais que possibilita ao ser humano a percepção do que se passa tanto dentro do próprio organismo quanto fora do mesmo, ou seja, é o elo consigo mesmo, que proporciona a percepção individual, situando a pessoa em sua própria vida, promovendo a consciência de si.

Equilíbrio do estilo de vida

A dificuldade de contrabalancear as tensões do dia a dia ocorre principalmente por causa da sobrecarga de tarefas e do medo de verbalizar e expressar opiniões e emoções.6 Dessa maneira acabamos sobrecarregando nosso organismo tornando-o vulnerável.

Quando o mesmo atinge seu limite, pode ocorrer o comprometimento da função muscular e limitação dos movimentos, afetando também outras funções como respiração, atividades do intestino e do sistema urinário.

Para evitar tais reações do sistema nervoso, a reflexologia pode ser uma grande aliada. Os impulsos nervosos1 provenientes da coluna atingem todos os órgãos, funções e partes do corpo humano, de modo que a estimulação da região do pé correspondente à área espinal acabará por refletir no corpo inteiro, potencializando o tratamento.

A reflexologia4 não se limita em trabalhar apenas a coluna para aliviar dores, nem em trabalhar apenas a sintomatologia. Assim que se compreende o funcionamento do corpo humano como um todo, localizar as áreas delicadas e aliar a pressão e a técnica adequada potencializará os resultados pretendidos.

Normalmente a duração da massagem por área leva de cinco a dez minutos. Porém, isso varia de acordo com o profissional e o estado do organismo do indivíduo. Essa prática pode ser aplicada a cada dois dias quando houver necessidade ou semanalmente para auxiliar na manutenção da saúde.

É importante lembrar que a reflexologia5 deve ser feita por um profissional especialista que conheça bem o corpo humano, bem como suas funções. Dessa forma, esse profissional deve sempre avaliar seu cliente, para que sejam averiguados os riscos ou contraindicações.

Essa prática pode ser contraindicada em algumas situações como hemorragia, nos dias do período menstrual, na gestação, em pacientes com osteoporose e em doenças graves do coração por causa do forte estímulo da circulação do sangue.

Experimente em casa

Para o início do tratamento deve-se localizar nos pés a região correspondente à coluna (região interna dos pés), massageie então com o polegar em movimento ascendente1.

Utilizando o indicador, trabalhe também em sentido ascendente na região da coluna cervical, localizada na parte lateral externa do hálux, mais conhecido como dedão.

Ao passar pela área do cérebro, localizada na parte acima do hálux, compreendendo a região superior da unha, deslize com o polegar até contemplá-la por inteiro.

Para finalizar, apoie o pé de maneira confortável e trabalhe a região da coluna em movimento descendente.

Todos os movimentos devem ser realizados em ambos os pés.

Foto: Thinkstockphotos


Referências

1. Gillanders, A. Guia completo de reflexologia. São Paulo: Pensamento, 2008.
2. Guia H. E. U. Sistema nervoso. Disponível em: www.guia.heu.nom.br/sistema_nervoso.htm. Acesso em 26 nov. 2013.
3. Guyton & Hall. Tratado de fisiologia médica. São Paulo: Elsevier, 2011.
4. Lourenço, O. T. Reflexologia podal – Sua saúde através dos pés. São Paulo: Ground, 2002.
5. Seager, A. Reflexologia e aspectos relacionados à saúde – Guia do praticante. São Paulo: Madras, 2010.
6. Silveira, J. Folha de S.Paulo online. Caderno equilíbrio e saúde. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/766692. Acesso em: 20 ago. 2013.
7. Valcapelli & Gasparetto. Metafísica da saúde. Vol. 4. São Paulo: Centro de Estudos Vida & Consciência, 2008.