Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Jogo une vizinhos para revitalizar praça

Organizados em mutirões, moradores identificaram qual seria vocação de uma área abandonada

Divulgação GVT/ Marcos Homma

Praça ganhou mesas, pintura e equipamentos de ginástica, além de passar a ser usada pela vizinhança

Os moradores dos arredores não estavam satisfeitos com a Praça Éder Sader, no bairro da Vila Madalena, em São Paulo. Bancos e balanços infantis estavam quebrados. O esgoto corria por ali e o mato crescia. Crianças e piqueniques haviam desaparecido do local porque a vizinhança não se sentia segura. Para piorar, uma obra barulhenta incomodava o bairro.

A transformação começou quando os moradores procuraram a empresa de telecomunicações GVT, que promovia a reforma ruidosa, para reclamar do barulho. A empresa perguntou a eles como poderia compensar o transtorno. “Respondemos que uma solução para a praça era uma urgência da região. Eles, como novos vizinhos, se beneficiariam com isso também”, lembra a empresária Gabi Paína, uma das organizadoras dos mutirões que revitalizaram a praça Éder Sader. 

Crianças e adultos deixaram sua marca na praça abandonada

O que essa praça quer ser?

O Instituto Elos, sediado em Santos (SP), foi chamado para ajudar a identifcar a vocação do local. Um jogo chamado Oásis foi usado pelas facilitadoras do Elos como dinâmica para unir os vizinhos e descobrir com eles o que devia ser mudado.

A primeira tarefa foi elencar o que a área verde tinha de bom, conta Natasha Mendes Gabriel, coordenadora do Elos que dirigiu o processo na Vila Madalena. Os moradores dividiram-se em grupos para fotografar aspectos positivos do lugar. “O Oásis consegue unir a comunidade porque parte do princípio da abundância. A gente está ali para encontrar belezas, recursos e talentos locais”, explica Mendes. “Não fazemos um convite para mais uma assembleia, mas para sonhar junto e realizar o sonho a partir de uma ação concreta.”

Roda de leitura marcou o piquenique na praça inaugurada

O sonho

Floreiras e espaço para as crianças brincarem. Uma quadra de esportes sem buracos e arbustos com espinhos. Segurança. Descobrir as prioridades ajudou os vizinhos criar uma maquete da praça sonhada. Definiram o que podia ser feito com o trabalho de um fim de semana, dali a quinze dias. Buscaram o apoio de outros agentes envolvidos no bairro - outras empresas e a subprefeitura de Pinheiros. Conseguiram organizar a poda das árvores, angariaram pneus usados e, em uma campanha com os empresários próximos, uma boa verba em doações.

O mutirão teve clima de festa. Os vizinhos, que mal se conheciam, fizeram amigos e juntaram-se aos garis na limpeza do local. Instalaram um brinquedão feito de pneus. Junto com seus filhos, plantaram arbustos, pintaram paredes e o chão. Uma das vizinhas doou o almoço para 250 voluntários.

Moradores pintaram muros envelhecidos

Novo senso de comunidade

“O Oásis permitiu trocar experiências sobre o bairro, o que cria um sentido de vizinhança”, acrescenta Natasha. “Na Vila Madalena, existe um grupo de moradores antigos e outros recentes. Eles pouco se conheciam e pouco se relacionavam. Não existia diálogo”, afirma.  

Desde o primeiro mutirão, prosseguem as mudanças. Por meio de uma comunidade no Facebook (1), os vizinhos organizam-se e trocam ideias. A comunidade já promoveu um grande piquenique no espaço e as crianças passaram a trocar figurinhas ali. “Todo final é um novo começo”, lê-se no chão da praça. 

Participe desse movimento

Mutirão na Praça Éder Sader

Domingo, 1º de junho, 9h
Área verde entre as ruas Fidalga e Rodésia, Vila Madalena, São Paulo

Antes e depois
 

Vizinhos pintaram e escada ganhou tons multicoloridos

 

 

Crianças trocam gibis e convivem com vizinhos na praça

Meninos se divertem no brinquedo feitos com pneus doados

O piquenique na praça teve roda de leitura de livros infantis

As crianças também participaram da pintura da praça 

Crianças trocam figurinhas no piquenique da praça 

Brinquedo de pneu foi feito com doações

 

A comunidade ficou mais coesa, passou a usar a praça e a promover novos encontros

Professores dão aulas de ginástica grátis às segundas e quartas a partir de 19h

Reforma da praça:

Iniciativa: GVT; Realização: Rede de moradores da Vila Madalena e Amigos da Praça Éder Sader; Metodologia: Instituto Elos; Apoio: Prefeitura de São Paulo - Coordenação das Subprefeituras - Pinheiros, Idea! Zarvos, GR Properties; Colaboração:  Arte em pneus, Ateliê em Rede, Basurama Escola, Casa da Cidade, Catraca Livre, Escola Municipal Olavo Pezzoti, Insane Skate Ramp, Movimento Boa Praça, Movimento Oásis Sampa, NAMU, Padaria Rodésia Pães e Doces, Vaga Lume.