Fundamentos

A medicina tradicional chinesa nasceu da necessidade do homem viver da melhor maneira possível no seu meio, muito parecida com muitas formas de tratamento indígenas do nosso país. Pode-se dizer que depois a medicina tradicional chinesa veio evoluindo para se arquitetar em conceitos:

Substâncias vitais (energias que formam o corpo): qi, xue, jin ye, shen e jing. Toda energia pode ser classificada em yin e yang, dois polos de um mesmo fenômeno, contrários, mas complementares, assim como o claro e o escuro. As substâncias vitais falam das energias que nos formam, ou seja, uma mesma matéria em estados diferentes de substancialidade, para poderem exercer funções diferentes e específicas.

Quanto mais substanciais, mais yin, e quanto mais imateriais, mais yang. Daí vem a ideia de corpo e mente, por exemplo: uma única coisa para o chinês, o corpo mais denso é yin e a mente mais imaterial é yang. Vivemos de várias nuâncias destas energias em seus estados de materialização.

Jing luo: meridianos por onde circulam estas energias. Os meridianos, ou canais e colaterais, circulam as substâncias vitais por todas as partes do corpo. Caso isto ocorra de forma equilibrada, teremos saúde. Os desvios posturais, por exemplo, podem acarretar desequilíbrios desta circulação, promovendo sintomas como as dores musculares.

Vivencie

Palestras e Entrevistas

Kléber Dutra: fisioterapia holística

Kléber Dutra: fisioterapia holística
Guia

Escola Oriental de Massagem e Acupuntura

Escola Oriental de Massagem e Acupuntura
Palestras e Entrevistas

Beleza pela acupuntura

Beleza pela acupuntura

Para pensar

O tratamento de acupuntura pode ser feito sem agulhas?

Existem formas de acupuntura que não utilizam agulhas. Na moxabustão, por exemplo, o tratamento é feito com sucção por ventosas e plantas como a artemísia, que são aquecidas e aplicadas na pele do p...

VEJA MAIS

Possibilidades

Medicina

veja mais sobre o tema