Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Volunturismo: trabalho voluntário no exterior não é o mesmo que tirar férias

Mais do que boa intenção e troca cultural, ajudar comunidades fora do país exige generosidade, comprometimento e seriedade

Department of Foreign Affairs and Trade / Flickr / CC BY 2.0

Viajar hoje é algo cada vez mais mais comum para muitos brasileiros. As razões para isso são muitas: aumento nas facilidades de pagamento, crescimento da classe média, surgimento de novas agências de viagem e de intercâmbio, novas companhias aéreas de baixo custo, aumento de editais governamentais para estudar no exterior etc. Mas a razão mais clara para o crescimento de interesse em viagens é a valorização desse tipo de experiência.

Participar do mundo fora do nosso berço, conhecer novos ambientes e novas culturas já não é apenas visto como luxo ou entretenimento puro, mas como algo importante ou até mesmo necessário para um crescimento pessoal legítimo.

Para adicionar valor a essa experiência de enriquecimento humano, muitas pessoas estão optando por alternativas que aliam o turismo ao trabalho voluntário. E essa prática já tem nome: é o volunturismo. Significa passar férias fora do Brasil fazendo trabalho voluntário e adquirindo vivências que são boas tanto para o turista quanto para o local visitado.

Verdadeira intenção

Essa decisão, porém, pode ter vários contrapontos. O primeiro é que no próprio Brasil já existem muitos lugares precisando de ajuda voluntária. Ou seja, não é preciso sair daqui para encontrar alguma realidade carente de transformação.

Outra questão é a verdadeira intenção. O trabalho não apresenta o mesmo resultado se for feito só para enriquecer a própria bagagem cultural e não for dedicado a contribuir com mudanças efetivas na realidade do lugar escolhido.

Deve-se tomar cuidado para não fazer do volunturismo um pretexto para viajar com baixo custo ou apenas preencher o itinerário de algum destino.

Custos

O voluntário, em muitos casos, acaba pagando para executar o trabalho. Isso acontece porque muitos dos programas que realmente precisam de ajuda não têm condições nem de pagar pela acomodação e comida, o que não significa que o trabalho não seja sério.

Para conferir isso, pesquise muito sobre a ONG ou sobre o projeto escolhido antes de fechar compromisso. Fique atento se não há um mercado lucrativo feito às custas de problemas locais e se programe bem antes de ir.

Por intermédio do site Worldpackers, voluntário dá oficina de jardinagem para locais em Wayanad na Índia 

Onde procurar

Existem vários sites que facilitam o planejamento e fazem o intermédio entre quem quer trabalhar e quem precisa de ajuda.

Neles, o voluntário escolhe o trabalho que mais se encaixa às suas habilidades, seleciona o país de destino, faz o contato direto com o programa de voluntariado ou hospedeiro e não precisa do intermédio de uma agência de viagem. Muitas delas cobram taxas altas ou até abusivas para fazer essa conexão.

O Portal NAMU listou alguns dos principais sites que promovem a mediação entre o voluntário e quem precisa de trabalho de forma séria e bem intencionada:

Volunteer 4 Africa
Dissemina informações sobre oportunidades de voluntariado na África e lista organizações de caridade e voluntariado voltado para pessoas, animais e meio ambiente.

Volunteer Latin America
Conecta organizações voluntárias e projetos com voluntários do mundo todo para trabalharem na América Latina.

Programa de Voluntários das Nações Unidas
Promove voluntariado que apoia a paz e o desenvolvimento pelo mundo.

Omprakash
Ajuda voluntários a se conectarem com organizações de impacto social em mais de 40 países.

WWOOF
Promove a interação entre hospedeiros em fazendas de orgânicos e voluntários em troca de acomodação e comida.

Worldpackers
Conecta pessoas que procuram trocar suas habilidades por acomodação e comida com hospedeiros ao redor do mundo.

Help Exchange (HelpX)
É uma lista online de fazendeiros, ranchos, casas de família, alojamentos, hostels e até veleiros que convidam voluntários a trabalharem em troca de comida e acomodação.

Workaway.info
Promove troca entre voluntários com indivíduos, famílias e organizações que estão procurando por ajuda em atividades diversas.

Serviço Civil Internacional
É uma organização voluntária dedicada a promover a cultura de paz ao redor do mundo.

SE7EN
É uma plataforma online onde voluntários ajudam em trabalhos voltados para a justiça social e a preservação ambiental.

Sudan Volunteer Programme
É um programa que envia estudantes de graduação e graduados voluntários para o Sudão para ensinarem inglês em escolas e universidades.

Concervation Volunteers
Agrega voluntários com interesse em trabalhos pela conservação do meio ambiente por no mínimo um dia na Austrália.

The Alliance of European Voluntary Service Organisations
Promove educação intercultural, conhecimento e paz por trabalho voluntário em 28 países.

Foto 1: Flickr: American Center Mumbai/ CC BY-ND 2.0
Foto 2: Divulgação Worldpackers


Veja também:
Ser voluntário beneficia corpo e mente
Viaje o mundo sem pagar hospedagem
Projeto Evoé: a cultura alimentar da África pela arte da fotografia