Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Últimos Acessos

Saiba mais sobre

Suco detox não faz milagre

Ele é vendido como nutritivo e benéfico para saúde, porém, segundo especialistas, não funciona como poção mágica

Pixabay / Healthy food images / CC BY 2.0

Seja o suco detox ou a fruta, é sempre recomendável consumir alimentos naturais

Os chamados sucos detox passaram, num curto período de tempo, a fazer parte do cardápio de muitos brasileiros interessados em suas propriedades. Em alguns casos, eles são vendidos como bebidas capazes de revolucionar a vida porque emagrecem, evitam rugas, previnem o envelhecimento precoce e doenças degenerativas e até reduzem a celulite. Tudo isso soa um pouco fantástico. Será que é verdade?

Nutricionistas divergem dessa concepção, apesar de verem benefícios no uso desses sucos, a maioria afirma que sua função desintoxicante não é tão importante. “O conceito detox prevê uma desintoxicação do organismo, mas essa intoxicação acontece naturalmente. Todos os dias nosso corpo tem capacidade para realizar sua limpeza por si só. O problema é que nossa alimentação atual está muito mais intoxicante, em razão do consumo excessivo de alimentos de origem animal, industrializados e que contêm agrotóxicos, utilizados nas plantações”, comenta a nutricionista Bianca Iuliano, da NB Nutrição e Bem-estar, consultoria especializada em educação alimentar e nutricional para empresas e escolas.

Suco detox com limão

As divergências se referem principalmente “ao fato de que tais sucos não são necessários para o bom funcionamento do organismo. Uma alimentação com quantidade suficiente de líquidos e que contemple todos os grupos de alimentos de forma equilibrada é capaz de promover a necessária eliminação de toxinas e garantir estado nutricional adequado”, disse Maria Carolina von Atzingen, do Departamento de Nutrição da Universidade de São Paulo (USP).

Iuliano também concorda com essa vertente. Ela diz que não indica sucos detox para seus pacientes. “Não recomendo receitas de sucos detox. Peço para o paciente reduzir a quantidade de carne consumida, preferir alimentos orgânicos e consumir frutas, verduras e legumes em todas as refeições ou sempre que possível, de forma variada em relação às cores dos alimentos e na forma de preparação. Além de beber muita água”, afirma a nutricionista.

Já nas dietas vegetarianas e veganas, esses sucos com várias combinações de frutas, legumes e verduras, como o suco verde, são bastante usados, mas não necessariamente com a função detox. Ana Ceregatti, nutricionista clínica e especialista no atendimento de vegetarianos, veganos e pessoas em transição para esse tipo de dieta, comenta que os sucos apenas compõem a dieta e enriquecem os sabores.

“A função desses sucos é nutritiva. Por exemplo, em dietas vegetarianas e veganas, nas quais não há o consumo de derivados lácteos, o suco a base de couve acaba sendo uma alternativa para o fornecimento de cálcio”, afirma Ceregatti.

Nas dietas vegetarianas, esses sucos são usados de forma criativa, para variar o sabor e nutrir o organismo. Da mesma maneira que um onívoro (quem come carne) pode fazer. E a nutricionista reforça que não há milagre: Segundo ela, “o conceito dos sucos detox está sendo passados de forma inadequada”.

Porém, apesar de toda a controvérsia, é inegável que quem bebe sucos detox ganha benefícios na sua saúde. “Há efeitos positivos. Os sucos chamados de detox têm grande quantidade de elementos diuréticos, contribuindo para maior eliminação de toxinas pela urina. Além disso, têm baixo valor calórico, favorecendo a perda de peso, desde que faça parte de uma dieta que contemple alimentos em quantidade e qualidade adequadas”, explica Maria Carolina von Atzingen.

Suco detox de maçã

Eles também têm grande aporte de vitaminas, principalmente C e A, além de minerais como ferro, potássio e cálcio e boa quantidade fibras. Os alimentos mais indicados no preparo desses sucos são couve, pepino, gengibre, laranja, limão, agrião, maçã, cenoura, beterraba, melancia, maracujá e água-de-coco.

Os sucos podem ser tomados em qualquer horário do dia, pois segundo a nutricionista Bianca Iuliano, não há diferença já que o corpo trabalha ininterruptamente. Entretanto, é sempre melhor tomá-los imediatamente depois do preparo. Isso porque algumas vitaminas presentes nessas bebidas oxidam em contato com o ar.

Os sucos de frutas, verduras e legumes são, em geral, benéficos para o organismo. “Podem ser tomados por qualquer pessoa, desde que não haja alguma condição de saúde que necessite restringir algum nutriente”, afirma a nutricionista Ana Ceregatti. O ideal é sempre se consultar com um nutricionista antes de tomá-los.

O fundamental ao consumir os sucos detox é não esperar os efeitos tão maravilhosos e instantâneos propagandeados pela mídia. Os benefícios existem para a saúde e para o paladar — já que esses sucos são, em geral, muito saborosos. O consumo desses sucos também vai enriquecer a alimentação, pois há inúmeras combinações de frutas, verduras e legumes a espera de serem criadas.

A nutricionista Ana Ceregatti indicou uma receita de suco verde que pode servir de base para outras invenções:

Ingredientes
2 folhas pequenas de couve (preferencialmente orgânica)
1 maçã pequena
2 laranjas-pera bem suculentas
1 lasquinha de gengibre

Preparo
Junte tudo e bata no liquidificador por três minutos.

Dicas
Com exceção do gengibre, todos os ingredientes podem ser batidos com casca. Algumas pessoas preferem o suco coado, mas recomenda-se consumi-lo integralmente para aproveitar as fibras.

Variações
O suco de laranja pode ser substituído por água de coco, suco de maracujá, limão, lima-da-pérsia, mexerica, acerola ou abacaxi.
A maçã pode ser substituída por pera, kiwi, morango, goiaba, uva ou mamão.

Foto 1: Portal NAMU
Foto 2: bertholf / Flickr: bertholf / CC BY 2.0


Veja também
Confira uma receita em vídeo de suco detox
Dieta detox: mitos e verdades