Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Últimos Acessos

Saiba mais sobre

Soro fisiológico no combate às "ites"?

Procedimento pode auxiliar a diluir a mucosidade e aliviar sintomas de inflamações como sinusites, rinites e otites

Andrés Nieto Porras / Flickr: anieto2k / CC by 2.0

O inverno traz o ambiente ideal para a proliferação dos agentes virais que provocam as famosas "ites"

Mesmo com o fim do inverno, as mães tem motivo para se preocuparem com a saúde dos filhos: as infecções de repetição e as alergias respiratórias. As baixas temperaturas, o tempo úmido e o alto índice de poluição favorecem a proliferação dos agentes virais, o que facilita o aparecimento das tão conhecidas otites, sinusites, rinites e faringites. Elas causam desconforto e irritação, além de demandar noites em claro e sofrimento tanto para os filhos quanto para os pais.

Uma boa dica para reduzir os sintomas dessas complicações, no entanto, é bem mais simples do que se imagina. Além de aumentar a ingestão de líquidos, o segredo está na aplicação do soro fisiológico levemente aquecido nas narinas, para aliviar o congestionamento.

“O uso do soro fisiológico é muito eficiente, assim como a inalação com vapor quente. A ideia é fluidificar o muco para que haja um escoamento da secreção e o organismo possa expulsá-lo com maior facilidade”, explica o homeopata e pediatra Nicolas Schor. Segundo o médico, porém, o procedimento não é indicado para tratar nem prevenir esses tipos de inflamações. “Limpar ou desentupir as vias respiratórias auxilia a desobstruir as comunicações entre nariz, ouvidos e seios da face, removendo muco dessas vias”, diz. Schor recomenda que a aplicação do soro seja feita antes das mamadas e ao deitar.

Um estudo canadense revelou que a mesma técnica também pode prevenir a otite. A pesquisa analisou crianças com idades entre 6 meses e 5 anos, que foram divididas em dois grupos: o primeiro lavou o nariz com soro quatro vezes ao dia, o segundo, não. Após três meses, o dobro de crianças do segundo grupo teve infecções no ouvido.

Schor conta que a homeopatia também pode ajudar no tratamento dessas inflamações, algumas vezes de maneira isolada e outras como tratamento complementar na fase aguda. “Depende muito da presença ou não de sintomas-guia que ajudem a escolher o medicamento mais apropriado para cada caso”, afirma.

Para prevenção, as recomendações gerais são evitar choques térmicos, fazer refeições equilibradas, manter os ambientes limpos e arejados e lavar as mãos com frequência, já que são agentes transmissores de vírus e bactérias.

Receita de soro fisiológico caseiro para inalação

Para esta receita, é necessário utilizar um litro de água destilada ou água mineral sem flúor, pois ele é tóxico se inalado. Por isso, evite água de torneira ou filtro de parede.

Prepare em um copo uma solução de 100 ml de água e 3/4 xícara (ou 36 g) de sal. Misture até o sal dissolver por completo. Com o sal dissolvido, pegue 25 ml desta solução saturada e adicione a um litro de água purificada de farmácia ou água mineral sem fluoreto. Está pronto! Guarde na geladeira o que não for usar.