Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Filme debate o novo Código Florestal

Cineastas André D'elia e Fernando Meirelles se unem em documentário para esclarecer os efeitos da nova lei

Imagem divulgação

Um dos fios condutores do filme é a relação simbiótica entre florestas e o ciclo natural da água

Há dois anos mobilizações populares solicitavam à presidente Dilma Roussef (PT) o veto integral da proposta do novo Código Florestal (Lei 12.651/12), que substituiu o texto original de 1965 e continha pontos polêmicos que claramente favoreciam o agronegócio. Muitos estudiosos alertavam a população e os políticos sobre os prejuízos econômicos, sociais e ambientais que as novas medidas poderiam trazer ao flexibilizar os limites para proteção de margens de rios e nascentes. A decisão presidencial optou por vetar apenas 9 dos 83 artigos, reformulando o código para a Lei 12.767/12.

Entre as questões mais alarmantes estão a redução das áreas de mata ciliar e de preservação, além da anistia a crimes ambientais. Os pontos defendidos pelos ruralistas podem trazer danos irreversíveis não só à biodiversidade brasileira, mas também à produção agropecuária, pois as fontes de captação de água para a agricultura extensiva dependem também da oferta de água que os rios e fontes proporcionam.

O documentário A Lei da Água – o Novo Código Florestal foi produzido para tentar esclarecer os efeitos práticos da lei. Um dos fios condutores do filme é a relação simbiótica entre florestas e o ciclo natural da água. Feito em formato didático, o longa de 75 minutos reúne depoimentos de cientistas, políticos, produtores rurais e ambientalistas. “A Lei da Água é um filme sobre ciência, agricultura, políticas agrícolas e, principalmente, florestas”, afirma o diretor André D'Elia.

A produção, que é resultado de uma parceria do ISA (Instituto Socioambiental), WWF-Brasil, Fundação SOS Mata Atlântica, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e Bem-Te Vi Diversidade teve a produção executiva feita pelo cineasta Fernando Meirelles, da O2 Filmes.

A pré-estreia do filme aconteceu durante a Virada Sustentável no Auditório do Ibirapuera. Veja as entrevistas com o André D'Elia e Fernando Meirelles:

“Eu convido a todos para acompanharem o filme. Queremos lançar em cinema, circuito comercial, televisão e internet; mas isso só será possível, provavelmente, depois das eleições em novembro”, revela André.

André D'elia já havia dirigido outros filmes com temáticas ativistas como Belo Monte – Anúncio de uma Guerra (disponível no Youtube) que conseguiu aumentar a discussão sobre a construção da usina e chamar atenção para investimentos em energias mais sustentáveis.

Confira o trailer de A Lei da Água - Novo Código Florestal


Veja o que rolou na Virada Sustentável:

Você sabe o que é a Virada Sustentável? André Palhano explica
Exposições sobre sustentabilidade no metrô paulistano
João Carlos Martins na Virada Sustentável
UNEafro: educação que transforma
Por uma mídia mais democrática
Exposição no extremo Sul de Sampa une tradições indígenas e africanas na luta pela preservação da Mata Atlântica
Faça você mesmo: oficinas de projetos sustentáveis no MuBE
Catadores de materiais recicláveis são protagonistas de exposição no MuBE
Conheça os vencedores do prêmio Virada Sustentável 2014
Barbatuques ensina como fazer música com o própio corpo
Todo mundo precisa de alguém, afirma Lia Diskin