Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Últimos Acessos

Saiba mais sobre

Delícias vegetarianas para todas as horas

O livro Festa vegetariana ensina receitas saborosas que atendem desde a alimentação do dia a dia até aqueles quitutes especias para as datas comemorativas

LariKoze / Pixabay / CC0 Public Domain

Quem nunca viu sua avó ou sua mãe com aquele livrinho que tinha o passo a passo de comidas deliciosas? Apesar de muitos optarem por procurar na internet, o livro de receitas não pode faltar na casa de quem ama cozinhar. Essas obras fazem parte da história de muita gente e são essenciais na hora de preparar aquele jantar romântico ou o almoço de domingo para toda a família.

Em 2009, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) publicou o Festa Vegetariana, livro que possuía receitas enviadas por colaboradores para todos os gostos e sem nenhum ingrediente de origem animal. Agora, em sua terceira edição, a obra conta com 170 receitas que, divididas em capítulos, vão das entradas aos sucos e sobremesas. Bacalhoada de soja, polenta com bolonhesa de shiitake, crepe com leite de arroz, chocotonechá verde e os deliciosos brigadeiros estão presentes nos cardápios.

“O livro engloba todas as datas comemorativas. Este exemplar, além das festas, caprichou na lista de ingredientes que podem ser utilizados na culinária vegetariana. Esse mercado está em expansão e por isso é possível aproveitar uma série de produtos”, comenta a jornalista e organizadora do livro Raquel Ribeiro. Para ela, como todos adoram receitas, a republicação abre mais um leque de opções para vegetarianos e interessados no assunto.

“A criação do livro foi para dar aos vegetarianos e simpatizantes instrumentos para, no dia a dia, poderem assumir essa postura. As pessoas estão acostumadas ao arroz, feijão e bife, não que não sejam bons, mas, quando se mostra que dá para fazer sem derivado animal, facilita muito a vida deles”, relata a jornalista. A ideia foi apresentar a culinária vegetariana e mostrar que ela pode ser tão saborosa quanto a convencional.

“A sociedade tem que abrir o paladar. Claro que é bom lembrar de algo que leve carne, como aquela comida gostosa da nossa mãe. O problema é que a realidade da indústria cárnea não é nem um pouco apetitosa. A carne de hoje não é a mesma de antigamente. Os hormônios, o maltrato e o próprio estresse dos animais a tornam não saudável”, declara a jornalista.

Além disso, o livro é ótimo para pessoas que têm alergias com algum tipo de alimento. “As mães que possuem filhos com tolerância a lactose, por exemplo, podem retirar da obra várias opções deliciosas para festas de crianças, como mousse, sorvete e docinhos”, afirma Ribeiro. Para ela, um dos melhores momentos é a hora da alimentação, principalmente quando se está com a família e amigos e, por isso, os pratos devem ser especiais. “Apesar de uma parcela das pessoas associarem o vegetarianismo a algo ruim, o livro mostra que isso não é verdade”, finaliza Ribeiro.

O livro pode ser adquirido no site da Sociedade Vegetariana Brasileira.

Foto 2: Divulgação / Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB)