Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Cuidados com a pele na depilação

Apesar dos preços cada vez mais acessíveis, técnicas como laser e luz intensa pulsada podem oferecer riscos

Karolina Mis / Flickr: Waxing Legs / CC BY 2.0

Os pelos são muito importantes para a proteção corporal do ser humano. Além de ajudarem a regular a temperatura, servem como uma barreira para evitar a entrada de micro-organismos e bactérias. Depilar o corpo pode deixar algumas regiões importantes mais sensíveis e vulneráveis. Os tipos mais comuns de depilação, como a lâmina de barbear e a cera, podem causar dermatites, foliculites, infecções, manchas, feridas e alergias, enquanto os cremes depilatórios podem desencadear eczemas.

Cera e cremes depilatórios

Os métodos mais utilizados por serem práticos e baratos são a cera e os cremes depilatórios. Porém, o barato pode ficar caro. A cera quente pode queimar a pele, causar foliculite, manchas escuras e inflamações. Já a cera morna é menos agressiva, pois dilata os poros e facilita a retirada dos pelos. “Procure utilizar ceras a base de mel. Elas não possuem coloração e evitam o risco de manchas. Nunca reutilize a cera, pois há risco de transmissão de doenças, como a hepatite C”, alerta Rafaela Ferreira da Silva, esteticista e proprietária da Ella Studio Estética Corporal e Facial.

A dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Tatiana Di Perrelli alerta: “Atemperaturade derretimento da cera não mata agentes patológicos. Pode haver reação alérgica ou o surgimento de foliculites mesmo se você reutilizar sua própria cera”, complementa.

Lâmina

Depilações com lâminas são práticas, rápidas e baratas. Contudo, não são indicadas já que durante a raspagem o pelo é arrancado agressivamente, o que pode causar encravamento, inflamação, desconforto, feridas, manchas e alergias.

De acordo com Silva, caso a pessoa opte pela depilação com lâminas, é aconselhável que a pele espere 28 dias até uma nova sessão, pois esse é o tempo necessário para que a pele removida na depilação se recomponha. É comum o aparecimento de vermelhidão e coceira após a depilação.

Fotodepilação

A depilação com laser ou luz intensa pulsada são os tratamentos mais indicados pelos especialistas, pois reduzem afinam os pelos.

No entanto, ambas as técnicas não têm a mesma eficácia em pelos claros, pois o procedimento utiliza a melanina do pelo para potencializar a energia até o bulbo e propiciar sua queda. “O tratamento, contudo, pode gerar manchas temporárias e cicatrizes em alguns casos” afirma Rafaela.

Para Di Perrelli, não há problema em ficar sem pelos em determinadas áreas do corpo, como as pernas e a região externa da virilha. “O que não se aconselha é a retirada total dos pelos púbicos, pois eles servem de proteção e barreira contra micro-organismos na região vulvar e perianal”, explica a médica.

Apesar de noticiadas como definitivas, as depilações por luz intensa pulsada e laser necessitam de manutenções ocasionais, uma vez que o pelo continuará a nascer, mas em intervalos mais longos. “Alguns estudos apontam que há lasers que podem atingir camadas mais profundas da pele e pontos delicados do corpo, o que gera um fator negativo emlasers mais agressivos”, explica Hendyl Mumme Araújo do Nascimento, esteticista facial, corporal e depiladora da clinica Bela Pele Estética.

Aparelhos elétricos

Essas técnicas removem os pelos sem afetar a pele, o que pode diminuir bastante o risco de alergias ou irritações. “Em algumas pessoas pode haver o aparecimento de falhas após algumas sessões. Os métodos não são indicados para pelos grossos”, comenta Nascimento.

Precauções

É comum que as áreas depiladas fiquem sensíveis após as sessões de retirada dos pelos. Por isso, deve-se evitar expor essas partes do corpo à água do mar ou da piscina por pelo menos 36 horas. Uma dica para evitar alergias e descamações é esfoliar a pele uma vezpor semana. Além disso, é essencial hidratá-la diariamente com produtos adequados ao tipo de pele.

Intervalo entre sessões

O tempo ideal varia de acordo com o método de depilação, idade e situação hormonal. Nas ceras,cremes depilatórios, pinças, aparelhos de depilação e linha, eles geralmente ocorrem a cada 15 a 21 dias.

Para luz pulsada e lasers, a cada 30 a 45 dias na faseinicial,e em fase de manutenção, a cada 6 a 12 meses. Com as lâminas a volta é mais rápida: 2 ou 3 dias, pois elas não removem o pelo, apenas o aparam no limite da epiderme.

Foto: MinhaVida2006 / Flickr / CC BY 2.0