Namu é

Conheça mais sobre o NAMU

Saiba mais sobre

Conheça os principais bairros de Havana

O fotógrafo Diogo Zacarias capta cenas cotidianas da capital cubana e conta um pouco sobre as regiões da cidade

Diogo Zacarias

As ondas batendo, os carros antigos e arquitetura colonial criam um cenário cinematográfico

É difícil não se encantar com o povo, a história e a cultura das ruas de Havana, capital de Cuba. Imersa em um complexo cenário político internacional, a ilha atrai mais turistas a cada ano. Após a pequena reaproximação econômica dos Estados Unidos, EUA, o futuro do país e dos ideais da Revolução ainda são uma incógnita.

Estive em Havana entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015. Abaixo, conto um pouco da viagem a partir dos bairros que visitei.

Centro

O bairro central de Havana é um dos mais badalados da cidade. No local se concentram os hotéis, bares e restaurantes mais tradicionais. Ao andar pela rua O Bispo, turistas são abordados por cubanos que oferecem rum, charutos, refeições e uma boa oportunidade para ouvir os músicos do Buena Vista Social Club.

No centro mora Tâmara, uma amiga que fiz por lá. Tammy, como gosta de ser chamada, trabalhou por quase 30 anos como cozinheira de um navio mercante. Ela conhece muitos países, mas diz que seu sonho ainda é conhecer o carnaval do Rio de Janeiro. Seu apartamento fica em um dos prédios degradados do centro. Sua casa é humilde: a cozinha divide espaço com a sala de estar; ao lado fica o banheiro e seu quarto.

Mulher sentada posa para foto na cozinha de sua casa. Ao fundo, aparecem o fogão e pia com utensílios
Cozinheira de um navio, Tammy conta que seu sonho é conhecer o carnaval do Rio de Janeiro

 

Primeiro plano de alguns balaústres de madeira em uma casa. A mão de uma mulher aparece segurando em um deles
Cuba possui a melhor educação da América Latina conforme relatório do Banco Mundial de 2014

Habana Vieja

Habana Vieja é o bairro mais populoso da capital cubana, além do mais charmoso que conheci. As pessoas nas ruas, a música ecoando das casas, o futebol dos meninos, toda a explosão de cores e odores torna o lugar extremamente cativante. Inclusive, me hospedei por uma noite no hostel de Oscar, um sujeito agradável e acolhedor.

Por ser um bairro popular, é possível encontrar muitos programas baratos, como tomar uma “cerveza dispensada” por, aproximadamente, 6 pesos cubanos. Em um desses bares conheci Seu Salvador, ele comemorava a volta de três cubanos que, por 18 anos, ficaram presos nos Estados Unidos.

Para a população da ilha, essas pessoas são consideradas como heróis. A recente “reaproximação” entre Cuba e os EUA, liderada pelo ex-presidente Barack Obama e o líder cubano Raúl Castro, permitiu a liberação do norte-americano Alan Gross, preso em Cuba desde 2009, e de três membros do grupo Cinco Cubanos, presos na Flórida desde 1981.

Jovens brincam de futebol na rua. No fundo, outros observam enquanto aguardam encostados na paredes das casas
Nas localidades de Habana Vieja é comum observar meninos jogando futebol pelas ruas coloridas

 

Homem fuma um cigarro em uma bar. Ao fundo um atendente prepara uma bebida.
Seu Salvador celebrava a volta dos cubanos que ficaram presos nos Estados Unidos durante 18 anos

Callejón

A rua Callejón de Hamel atravessa uma das quadras do bairro Cayo Hueso. Ali se encontra tudo o que é de mais genuíno da cultura cubana: religião, música e dança. Principalmente aos domingos, o Callejón se enche de turistas a procura do tradicional show de rumba. Experiência imperdível para quem visita Havana.

Dois jovens com uniformes escolares caminham em uma rua ensolarada de Havana.
Cuba possui a melhor educação da América Latina conforme relatório do Banco Mundial de 2014

 

Mulher com roupa carnavalesca amarela posa para foto. Ao fundo outras pessoas a observam dançar
Religião, música e dança tradicionais cubanas se misturam em Callejón

Vedado

Com ares de bairro nobre, Vedado transpira cultura. Por ali se encontra o cine La Rampa, um dos mais tradicionais de Cuba. Tive a maravilhosa oportunidade de assistir Praia do Futuro e Fátima, durante a programação da 36º edição do Festival do Novo Cinema Latino Americano, que acontece todo ano em Havana com atividades gratuitas.

Além do Cine La Rampa, o bairro conta com o tradicional Cine Yara, escolas de música, escola de artes, teatro etc. É em Vedado que se localiza o edifício mais alto da cidade, o Focsa.

Carro verde antigo passa em frente a um cinema
Tive a maravilhosa oportunidade de assistir Praia do Futuro e Fátima durante o Festival

Malecón

“O Malecón é o maior sofá de Havana”. Uma vez li essa frase em uma belíssima reportagem sobre Cuba, e não há como discordar. Definitivamente, aos meus olhos, essa é a parte mais aconchegante da cidade. O pôr-do-sol de Malecón é uma das experiências mais bonitas que tive durante a viagem.

Carros transitam na avenida Malecón com prédios da orla ao fundo
O escrito cubano Alejo Carpentier batizou a capital de Cuba como a "Ciudad de las Columnas".

 

Homen descansa na mureta do calçadão do Malecón
O aconchego da região do Malecón faz com que seja chamado de "o maior sofá de Cuba".

 

Oficial feminina da Polícia Nacional Revolucionária observa o movimento da avenida Malecón
Oficial da Polícia Nacional Revolucionária e, ao fundo, o pôr do sol no Malecón

 

Barreira do calçadão Malecón
Nesse ponto, os turistas se apaixonam, pois nele é possível se ter uma visão encantadora da cidade


Veja também
Fotógrafo Beto Ambrósio registra a Bolívia durante viagem de bicicleta
Cuba não é só Havana