O que é

Filosofia

A obra de Platão é marcada pela distinção entre o mundo suprassensível, das Ideias essenciais, e o mundo sensível, compreendido pelo mundo dos fenômenos, a experiência ordinária, a aparência das coisas. A dialética é tida como o movimento através do qual a alma se eleva progressivamente das aparências sensíveis. Do mundo da opinião (doxa) às ideias. Pela formulação das hipóteses, o homem, a partir do particular, alcança a compreensão racional da universalidade das coisas.

A dialética ascendente conduz à contemplação intelectual da ideia de “bem” – que escapa a toda definição. Pode ser tida como o divino, o princípio supremo, superior à existência e à essência. A noção de virtude, por sua vez, designa essa participação no verdadeiro conhecimento. Para o mundo grego, é um princípio de excelência. Denota prudência, coragem, temperança e justiça.

A justiça introduz a ordem e destina um lugar para as forças interiores de cada um. No Estado, a Justiça designa o fato de que cada classe executa a sua tarefa e a sua função, dando uma ordem entre as diferentes classes e forças presentes no interior do Estado.

Para pensar

Na obra de Platão, fala-se da preexistência da alma. Quais as condições para pensá-la como racional ou como mito?

A imortalidade da alma é uma das teses mais características e influentes do platonismo. Está atrelada à noção de realidade, em que a natureza humana está dividida entre alma, como sede da identidade...

VEJA MAIS

Possibilidades

Filosofia da Educação

veja mais sobre o tema