Na prática

O Iluminismo pode ser considerado aquele que prima pelo uso da racionalidade para o conhecimento e para a atividade do homem:

1) Em geral as luzes do conhecimento lutam por um lugar no espaço político, relegando a religião a um segundo plano e ao mundo privado. Um iluminista tem afeições com a perspectiva ateia.

2) A ideia de iluminar o mundo pelo próprio homem eleva o fazer ciência a uma atividade fim. O homem busca conhecer para produzir ainda mais conhecimento.

3) A organização social só iluminista dá crédito à formulação das instituições. É o Estado, em suas várias divisões burocráticas, o responsável por criar os modos de vida.

Para pensar

Há limites para o discurso racional?

Quando falamos em razão, não se pode acreditar na perspectiva ingênua de que ela não esteja suscetível ao erro. Ela pode ser esclarecedora, mas também pode produzir ideologias e ações perversas. Por...

VEJA MAIS

Possibilidades

veja mais sobre o tema