O que é

O epicurismo é uma doutrina que defende a satisfação moderada do individuo. Foi criada por Epicuro (341-270 a.C.), o qual defendia que a verdadeira felicidade só é atingida quando a pessoa compreende que só será capaz de alcançar o prazer, tanto físico quanto espiritual, quando não sofrer mais com as preocupações da mente e os desiquilíbrios do corpo.

Ele acreditava que a filosofia deveria cuidar do indivíduo como se fosse uma espécie de “medicina da alma”, isto é, ser uma fonte de pensamentos de caráter curativos e libertadores.

O epicurismo defendia uma visão quase que empirista do conhecimento, ou seja, o saber deveria ser sempre produto das nossas percepções e sensações. Isso deveria se somar a uma descrição da natureza baseada no materialismo atomista, e uma visão naturalista da evolução, desde a formação do mundo até o surgimento das sociedades humanas.

Essa linha de pensamento defendia que o conhecimento baseado em um materialismo radical acabava tornando desnecessária qualquer entidade transcendente. Isso, de certa forma, foi um duro golpe às ideias platônicas. Epicuro afirmar ainda que a ansiedade — não o medo da morte — era a principal fonte para os desejos extremos e irracionalismo. Para ele, qualquer angústia relacionada à morte era algo sem sentido. Quando eliminarmos todos os nossos medos, segundo os epicuristas, nós teremos acesso a um mundo onde buscaremos apenas os prazeres (físico e mental) para os quais somos naturalmente atraídos.

Possibilidades

Filosofia da Educação

veja mais sobre o tema