O que é

A filosofia de Aristóteles é em geral qualificada como realista. Isso se deve a uma visão sobre o real, na recusa de vê-lo separado de um mundo ideal. A essência das coisas pode ser tida nesse mundo como um pragmata, valorizando, assim, a própria noção de coisa.

O filósofo grego é considerado o fundador da lógica formal (a lógica do silogismo), definida como um raciocínio correto. É por meio desse raciocínio que Aristóteles sistematiza um pensamento sobre a substância do Ser e um raciocínio por causalidade, para então lidar com as contingências do mundo da física, entre a potência e o ato.

A Escola do Liceu engendrou um ambiente de estudos de diversas disciplinas para pensar aspectos da metafísica: os estudos da física, da biologia, das artes e da ética fundaram muitos dos temas pesquisados até os dias de hoje. Assim como a Academia de Platão fundou uma metodologia filosófica através dos diálogos, a Escola do Liceu construiu uma sistematização especializada das disciplinas.

Nas ramificações do pensamento aristotélico, alguns domínios se destacam: o silogismo na lógica; a felicidade na ética, a formulação dos governos no pensamento político, e o estudo da poética nos assuntos das artes.

Para pensar

Como é a noção de Deus em Aristóteles?

A ideia de Deus em Aristóteles deixa de ser explicada como uma emanação. Ou seja, não é representada como um demiurgo, isto é, não se trata de um Ser que faça parte do imaginário das crenças popular...

VEJA MAIS

Possibilidades

Filosofia da Educação

veja mais sobre o tema