O que é medicina integrativa?

É definida como a prática da medicina, ou seja, não é uma especialidade, mas uma maneira de fazer medicina

Paulo de Tarso, médico cirurgião do Hospital Israelita Albert Einstein, explica o que é medicina integrativa.

De acordo com o consórcio norte-americano de Centros Acadêmicos de Saúde para Medicina Integrativa (Consortium of Academic Health Centers for Integrative Medicine – IMConsortium, www.imconsortium.org), a medicina integrativa é definida como a prática da medicina, ou seja, não é uma especialidade, mas uma maneira de fazer medicina. “Ela é focada no paciente como um todo e entende que a relação terapêutica entre o médico e o paciente é muito importante. A base do processo de autocuidado é o mindfulness, que é a capacidade da pessoa voltar para o momento presente – e, neste momento, definir o que é relevante. Nós temos que ajudar esta pessoa a caminhar de volta e ter a percepção do momento presente. Trazendo esta pessoa de volta ao momento, ela pode dizer o que é importante na vida dela. E, assim, ter a responsabilidade individual e compreender que ela é detentora do poder de cuidar da própria vida, promovendo saúde e bem-estar", explica.   

Foto: Daniil Ulanov / Flickr / CC BY 2.0